JAC J5 o sedã médio atinge a maturidade

Sobriedade e discrição as características do novo J5

 

 

IMG_20160809_172732A JAC Motors ou Jianghuai Automobile Co. Ltd ano passado fez um leve facelift no seu sedã médio, que começou a ser comercializado no país em 2012 e tem como principais concorrentes o Honda Civic, Toyota Corolla, Volkswagen Jetta e Chevrolet Cruze. A marca chinesa, aqui no Brasil representada pelo grupo SHC, que é presidido pelo empresário Sergio Habib, deu ao sedã a sobriedade que faltava o veículo.

O J5 é o mais completo entre todos os carros de passeio da marca, e com a reestilização ganhou na parte visual aquilo que já possuía em equipamentos, para enfrentar em condições de total igualdade seus rivais. O carro tem espaço interno excelente, permitindo 5 passageiros de viajarem com muito conforto.

IMG_20160809_172732

O banco traseiro conta finalmente com cinto de três pontos e encosto de cabeça para todos os passageiros, e o isofix (ponto de fixação para cadeirinhas). O porta-malas tem a excelente capacidade de 460 litros, mas o pescoço de ganso penaliza um pouco a acomodação de malas maiores.

 

IMG_20160809_155717

A motorização é cm o propulsor denominado de Jetflex de 1.5 litros, de duplo comando e 16 válvulas. Com 125 cv (a 6.000 rpm) com 15,5 mkgf de torque (a 4.000) rpm, mas só pode ser abastecido com gasolina. A transmissão é manual de cinco marchas.

 

Seria muito interessante caso houvesse a possibilidade do motor do T6 (2.0 bi-combustível de 160 cv) fosse oferecido como opcional.

IMG_20160809_172703

Design

Criado no centro de design da Jac na Itália, o novo JAC J5 adota faróis com desenho mais modernos e a grade  agora conta com friso cromado. O para-choque foi atualizado e ganhou faróis de neblina remodelados e com LEDs diurnos (DRL – Day Running Light).

As lanternas foram redesenhadas sendo bipartidas e com um friso cromado na parte superior da tampa do porta-malas ligando ambas as lanternas. As lanternas apresentam iluminação por LED. O J5 é equipado ainda com câmera de ré, e sensores de estacionamento dianteiro e traseiros.

Os retrovisores incorporam os repetidores de set, também com iluminação por leds. As rodas de liga leve são de 16 polegadas com pneus 205/55 R16.

Definitivamente o design é elegante e ao mesmo tempo bastante discreto, com elementos dianteiros e traseiros fazendo lembrar claramente veículos da escola alemã.

 

Vida a bordo

O painel agora o painel tem desenho atualizado, bem mais de acordo com a categoria, com apliques imitando fibra de carbono, inclusive nas portas. A parte superior do conjunto permanece com revestimento emborrachado.

O novo cluster tem um desenho mais agradável, com computador de bordo entre dois instrumentos de boa dimensão. O velocímetro e conta-giros são analógicos, com mostradores digitais para controle da temperatura do líquido de arrefecimento do motor e marcador de nível de combustível.

IMG_20160809_154857

 

No centro do quadro de instrumentos estão as informações de autonomia, relógio e odometro totalizador. O quadro acima do exibe as luzes de checklist, mas faltou um computador de bordo com mais informações.

 

O volante multifuncional tem controle de áudio e telefonia. Na lateral inferior esquerda do volante: estão os controles dos retrovisores elétricos e do piloto automático.

 

A capacidade do tanque de combustível é de 57 litros. O carro tem ar-condicionado de boa capacidade para refrigerar todo ambiente, com saída para os ocupantes da parte de trás da cabine.

 

O sistema multimídia, tem tela de 7 polegadas, mas não dá para espelhar o smartphone. O sistema de som tem 6 alto falantes, entrada SD, USB, e auxiliar; estas duas últimas colocadas no console central à frente da alavanca de câmbio.

 

A direção é hidráulica, mas bastante leve e precisa, o volante tem regulagem somente de altura e banco do motorista com regulagem de altura e distância milimétricas, facilitando ao condutor encontrar a melhor posição para dirigir.

 

Os bancos são com acabamentos em tecido de excelente qualidade, e bastante confortáveis.

 

Uso Urbano/ Rodoviário

Na rua, o J5 anda muito bem em piso liso, mas com um acerto mais firme que a da maioria dos concorrentes. Exatamente por isso no piso irregular das ruas das nossas cidades acabou repassando muito para o volante, principalmente por causa das rodas de 16 polegadas com os pneus de perfil baixo.

 

O câmbio é bem escalonado, e os engates foram precisos. Na estrada o carro surpreendeu com ótima capacidade em retomadas, e nível de ruído bastante aceitável. As médias de consumo estão dentro dos padrões da categoria, com a marca de 9,5 km/l no uso urbano e 11,7 km/l no uso rodoviário.

 

Conclusão

O salto de qualidade do carro é incontestável. O acabamento é esmerado, sem rebarbas e com ótima relação custo benefício, oferecendo muito mais que os concorrentes     na mesma faixa de preço.

 

Fica agora faltando o carro ser equipado com controle de tração e estabilidade, ar condicionado digital e o câmbio automático e o motor do T6. O preço parte dos R$59.990,00.

 

Ficha técnica:
Motor: dianteiro 4 cilindros transversal, 1.499 cm³ 16 V
Potência: 125 cv (Gasolina) a 6.000 rpm
Torque:  15,5 mkgf (G) a 4.000 rpm
Câmbio: mecânico 5 velocidades
Aceleração 0 a 100 km/h: 11,3 segundos
Velocidade máxima: 188 km/h
Comprimento: 4590 mm
Largura: 1765 mm
Altura: 1465 mm
Entre-eixos: 2710 mm
Tanque: 57 litros
Porta-malas: 460 litros
Peso: 1315 quilos

Texto e fotos; João Vasconcelos

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*